Emissões Atmosféricas

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE)



Marca GHG Protocol



O inventário de emissões de gases do efeito estufa (GEE) da CMB segue a metodologia do Programa Brasileiro GHG Protocol, o método mais utilizado por empresas e governos para a realização desse tipo de inventário.

As questões relacionadas aos impactos provenientes das mudanças climáticas estão cada vez mais no cotidiano da sociedade, e as empresas com responsabilidades sociais ativas têm em seus objetivos mensurar, controlar e reduzir suas emissões de gases do efeito estufa.

A elaboração do referido inventário é essencial para a continuidade da compreensão do perfil das atividades e do volume de emissões de GEE na Casa da Moeda do Brasil, sendo estes gases, considerados por alguns cientistas o grande causador das mudanças atípicas do clima.

Os dados coletados são verificados por terceira parte independente desde 2013, recebendo desde então a qualificação Selo Ouro do Programa Brasileiro GHG Protocol, garantindo maior transparência, integralidade e vigor ao processo, com o atendimento aos critérios estabelecidos pela norma ABNT NBR ISO 14064-1:2007 e ao Programa.

Em concordância com o princípio de transparência aplicada sobre as informações, a CMB divulga seus relatórios de GEE no portal Registro Público de Emissões do Programa, que segue abaixo ou pode ser acessado no link :

https://www.registropublicodeemissoes.com.br/participantes/1178

Inventário de Gases de Efeito Estufa 2013
Inventário de Gases de Efeito Estufa 2014
Inventário de Gases de Efeito Estufa 2015
Inventário de Gases de Efeito Estufa 2016
Inventário de Gases de Efeito Estufa 2017
Inventário de Gases de Efeito Estufa 2018

(*)A veiculação deste logo não valida o conteúdo do inventário ou qualquer prática de gestão, redução ou compensação de emissões de Gases Efeito Estufa (GEE). O logo indica que a organização exerce a prática de mensuração e publicação de suas emissões de GEE nos moldes do Programa Brasileiro GHG Protocol.
(**)Este selo não valida as informações contidas no inventário e não qualifica a organização quanto a seu desempenho na gestão das emissões, mas sim quanto à abrangência do inventário produzido pela organização no referido ano.