Trajetória da CMB

1694 - A Casa da Moeda é fundada em Salvador, Bahia, em um dos ângulos da Praça do Palácio, atual esquina da Rua da Misericórdia com a Ladeira da Praça (Cidade Alta);

1698 - É transferida de Salvador para a Junta do Comércio do Rio de Janeiro, na “casa de pau-a-pique”, próximo à Ladeira de São Bento, onde hoje se encontra o Arsenal da Marinha;

1700 - É extinta a CMB no Rio de Janeiro, passando a ocupar o prédio da Antiga Oficina de Recunhagem em Recife, Pernambuco, na Rua Maria Rodrigues, posteriormente Rua da Moeda;

1702 - É extinta a Casa da Moeda em Recife;

1706 - Instalação da nova sede da Casa da Moeda no Rio de Janeiro, no lado sul da Praça do Carmo (atual Praça XV), em frente à Rua Direita (atual Primeiro de Março) e fundos para o Armazém “Del-Rey”;

1714 - Retorno para o antigo prédio em Salvador, Bahia;

1724 - Construída a Casa da Moeda de Minas Gerais, em Vila Rica, no Morro de Santa Quitéria (atual Ouro Preto);

1735 - É extinta a Casa da Moeda em Vila Rica;

1743 - Construção do Palácio dos Vice-reis, na “Casa dos Governadores”, Largo do Carmo (atual Praça XV), no Rio de Janeiro, onde a Casa da Moeda ocupava o pavimento térreo;

1814 - A sede passa a ser na “Casa do Pássaros”, ainda no Rio de Janeiro, no edifício do Real Erário, Rua do Sacramento (atual Avenida Passos);

1830 - É extinta a Casa da Moeda em Salvador;

1868 - A CMB é transferida para a Praça da Aclamação (atual Praça da República), no Rio de Janeiro;

1984 - Transferência para o novo Parque Industrial, no Distrito de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

Fonte: Livro “Casa da Moeda do Brasil: 290 anos de História, 1694/1984”.